Articles

Avisos e Comunicados SMPC

Proteção Civil e Segurança

 

2021

 

(Situação Epidemiológica - Plano de Operações Nacional COVID-19) ALERTA AMARELO desde as 12h00 do dia 12 de Novembro de 2020 até às 23h59 do dia 30 de Janeiro de 2021!

AVISO AMARELO para Precipitação desde as 00h00 do dia 20 de Janeiro até às 09h00 do dia 20 de Janeiro!

Situação Meteorológica

De acordo com a informação disponibilizada pelo IPMA, salienta-se o seguinte: 

  • - Céu pouco nublado ou limpo;
  • - Vento em geral fraco predominando do quadrante leste, rodando gradualmente para o quadrante sul a partir do final da tarde, e tornando-se moderado a forte (até 40 km/h) nas terras altas;
  • - Neblina ou nevoeiro matinal, que em alguns locais do interior pode ser nevoeiro gelado;
  • - Formação de geada, em especial no interior;
  • - Pequena subida de temperatura na região Norte e no litoral da região Centro.

18JAN2021

Efeitos Expectáveis

Em função das condições meteorológicas presentes e previstas é expectável:

  • - Piso rodoviário escorregadio por eventual acumulação de gelo, neve e formação de lençóis de água;
  • - Possibilidade de queda de neve em áreas e a altitudes onde habitualmente não se verifica;
  • - Possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;
  • - Possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis;
  • - Inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem;
  • - Dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de preia-mar, podendo causar inundações nos locais historicamente mais vulneráveis;
  • - Danos em estruturas montadas ou suspensas;
  • - Possibilidade de queda de ramos ou árvores, bem como de afetação de infraestruturas associadas às redes de comunicações e energia;
  • - Fenómenos geomorfológicos causados por instabilização de vertentes associados à saturação dos solos, pela perda da sua consistência;
  • - Desconforto térmico na população pela conjugação da temperatura mínima baixa e do vento.

Medidas de Auto-Proteção

O SMPC recomenda à população a tomada das necessárias medidas de prevenção, nomeadamente:

  • - Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;
  • - Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de gelo nas vias rodoviárias;
  • - Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;
  • - Evitar a circulação em vias afetadas pela acumulação de neve e quando isso não for possível, adotar as seguintes medidas:
    • - Verificação do estado dos pneus e respetivas pressões;
    • - Transporte e colocação das correntes de neve nos veículos;
    • - Assegurar o abastecimento de combustível em níveis que permitam percorrer trajetos alternativos ou a permanência do veículo em funcionamento por longos períodos de tempo, em caso de retenção nas vias afetadas;
    • - Garantir que os sistemas de aquecimento dos veículos se encontram em bom estado de funcionamento;
    • - Providenciar alimentos adequados em quantidade e características, assim como medicamentos, de acordo com o número e tipologia de ocupantes dos veículos.
  • - Nas vias afetadas pela acumulação de neve, são desaconselhadas viagens com crianças, idosos ou pessoas com necessidades especiais;
  • - Evitar circular naquelas vias com veículos pesados, em particular articulados, veículos com reboque e veículos de tração traseira;
  • - Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atenta para a possibilidade de queda de ramos ou árvores, em locais de vento mais forte;
  • - Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas;
  • - Prestar atenção aos grupos mais vulneráveis (crianças nos primeiros anos de vida, doentes crónicos, pessoas idosas ou em condição de maior isolamento, trabalhadores que exerçam atividade no exterior e pessoas sem abrigo);
  • - Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

NOTÍCIAS

Error: No articles to display

facebook2twitter orange peqicon instagram-01 - Cópiarss orange - Cópiarss orange - Cópia

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de cookies. Politica de cookies .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies